Fonte: Empire

Quando os cinemas reabrirem e a indústria do cinema puder se reerguer, a MCU está pronta para entrar de cabeça na tão aguardada Fase 4 – levando a saga de super-heróis para um mundo empolgado pós mundo ‘Avengers: Endgame’. E o filme que irá estrear tudo é ‘Viúva Negra’, a aventura solo de Scarlett Johansson, que irá lançar a franquia para o seu futuro ao olhar para o passado. Ao falar com a Empire sobre o filme que está à venda no dia 09 de julho – a diretora Cate Shortland falou sobre a interessante dicotomia, dando dicas se ‘Viúva Negra’ é último suspiro para Scarlett, as coisas estão apenas começando para a Yelena de Florence Pugh.

“Kevin Feige percebeu que o público esperava uma história de origem então, é claro, nós fomos para a direção oposta,” Cate disse para a Empire. “E nós não sabíamos o quão maravilhosa a Florence Pugh ia ser. Nós sabíamos que ela iria ser ótima, mas nós não sabia o quão ótima. A Scarlett é tão graciosa, tipo “Ah, eu estou passando o bastão para ela.”. Então irá impulsionar outra história feminina ótima.”

Parece, então, que ‘Viúva Negra’ irá preparar mais coisas para a Yelena de Florence, também será uma chance do público processar completamente o sacrifício trágico de Natasha em Vormir. “Em Endgame, os fãs ficaram chateados pela Natasha não ter tido um funeral. Enquanto que a Scarlett, quando eu falei com ela sobre isso, disse que a Natasha não iria querer um funeral,” explica Cate. “Ela é muito privada e, de qualquer forma, as pessoas não sabem exatamente quem ela é. Então o que nós fizemos neste filme foi permitir que o final fosse o luto que as pessoas sentiram, ao invés de ser um derramamento grande e público. Eu acho que é um fim apropriado para ela.”