De agora em diante, ela terá uma nova quantidade de jovens atrizes se inspirando nela também. Entre sua performance como a implacável Katherine no drama aclamado de 2016, ‘Lady Macbeth’, sua experiência dolorosa como uma estudante universitária Dani no filme de terror do último verão ‘Midsommar’, e ‘Adoráveis Mulheres’, cujo qual ela contou tanto com Meryl como Tia March quanto com Saoirse Ronan como Jo – Florence definitivamente é um dos assuntos.

Ela ri. “São sempre notícias maravilhosas de se ouvir de que você está sendo falada pelos motivos certos. Mas há pressão quando você percebe isso, sim, as pessoas estão te observando, porque isso significa que você precisa permanecer consistente. Mas eu acho que isso é uma parte do caminho que eu tenho. Eu amo todos os diferentes gêneros de trabalho que eu fiz, eu amei todos os diretores que trabalharam comigo e eu acho que saber que voê tem um público faz você mais esperta, mais rápida, faz você realmente pensar nas decisões que você está tomando – e também faz você esperar que eles te perdoem se você tomar uma decisão ruim.”

Florence nasceu e foi criada praticamente em Oxfordshire, onde seu pai é dono de restaurantes e sua mãe é dançarina e professora de dança. Com seus dois irmãos e muita risada, ela teve uma ecucação feliz. “Por muito tempo eu era a mais nova – minha irmã mais velha é 10 anos mais velha que eu e o meu irmão é quatro anos mais velho que eu, mas eu também tenho uma irmã mais nova, então eu conheço muito bem a dinâmica.”

“Enquanto eu estava crescendo, eu e o meu irmão éramos inseparáveis. Eu fui uma ‘moleca’ por muitos anos – eu tinha uma adoração com qualquer coisa que tinha a ver com meninos e ele e eu lutávamos o tempo todo. Foi isso que eu achei tão maravilhoso no filme ‘Adoráveis Mulheres’, que tudo sobre essas garotas era tão físico – elas sempre estavam se odiando ou amando umas as outras ou brincando umas com os cabelos das outras. E todo mundo estava tendo cinco conversas ao mesmo tempo, que é exatamente o que acontece em uma família grande.” Ela diz que gostou muito de interpretar a mais nova das amadas irmãs March de Louisa May Alcott. “Eu gosto de ser atrevida, eu gosto de ser cabeça dura, então eu me atraio por personagens danados e deliciosos.”

Por outro lado, ela admite que um romance do século 19 a fez pensar muito sobre o que significava ser uma mulher naquela época e o que significa ser hoje. “Amy precisou tomar uma decisão se ela iria tentar fazer uma vida como artista ou se casar, porque ela precisava se casar para manter uma vida estável,” ela diz.

“Eu não vivo em uma época que esta é uma decisão para mim – eu posso ir atrás de ambas as coisas. No entanto, não se preocupem, eu certamente não vou me casar em breve.” Na verdade, ela está aproveitando completamente a vida de uma atriz itinerante. “Eu estou morando em Londres, mas na verdade eu acho que viajar é uma das partes favoritas do meu trabalho atualmente. Eu realmente gosto dessas épocas em que você está em algum lugar novo e você pode simplesmente respirar e focar em si mesma por um segundo.”

“Eu amei ir para a Grécia e eu também amo a Espanha. Minha família morou lá quando eu tinha entre 3 e 6 anos de idade e eu ainda sinto que parece muito como um lar – não tem nada melhor do que andar por aí em uma cidade espanhola, bebendo vinho e comendo presunto.”

Alguma reclamação sobre a vida atualmente? Apenas uma, ela diz. “Meu aniversário. É no dia 03 de janeiro, que é oficialmente o pior dia para se fazer aniversário – ninguém tem dinheiro, todo mundo ainda está de ressaca do Ano Novo, todo mundo acabou de começar suas dietas e todo mundo também começou seu jejum de bebida de janeiro um dia antes.”

“Então quando eu falo para os meus amigos ‘Você quer vir e fazer algo no meu aniversários?’ eles ficam ‘Ahhh… Nós não podemos emendar no Natal?’ e eu fico tipo ‘Não, você não pode! Este é o meu dia!’”

Estremecida, ela declara: “É horrível. Quando eu era criança, minha mãe e meu pai tinham pena de mim, então eles falavam ‘Olha, Florence, se você quiser nós podemos mentir pelo resto da sua vida e fingir que seu aniversário é no verão para você ter seu próprio dia especial. Mas se nós fizermos isso, você vai ter que ficar um ano sem ter nenhum aniversário.’ Então eu mantive do jeito que estava e eu ainda recebo os mesmos presentes de Natal e aniversário, o que é terrível.”